Comunidade SBM

Rede social da Software By Maringá
Setor de tecnologia fecha em baixa na bolsa após mudança em tributos.

O setor de tecnologia encerrou o pregão em queda após o governo editar a Medida Provisória 669, que vai aumentar a alíquota sobre as vendas brutas de diversos setores. Segundo o BTG, a decisão vai ter um impacto negativo relevante nas desenvolvedoras de softwares, como Totvs e Linx.

As ações da Linx fecharam em queda de 8%, a R$ 44. Os papéis da Totvs recuaram 5,3%, para R$ 34,31. Já as ações Bematech caíram 2% e as da Senior Solution, 1,7%, para R$ 10,98 e R$ 10,75, respectivamente.

A partir de junho, as empresas vão recolher 4,5% e 2,5% sobre o faturamento. Até então, a contribuição era de, respectivamente, 2% e 1%.

Site: Valor Econômico
Data: 27/02/2015


Alíquota da Contribuição sobre o Faturamento passa para 4,5%

Foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira, 27/02, a Medida Provisória nº 669 de 26/02/2015, que alterou o caput do artigo 7º da Lei 12.546/2011, a chamada Lei da Desoneração da Folha de Pagamento.

Com a alteração introduzida pela medida provisória, as empresas do setor de informática/tecnologia da informação que até então pagavam a contribuição previdenciária patronal à alíquota de 2% sobre o faturamento, passarão a recolher 4,5% sobre o faturamento.

De acordo com o inciso I do artigo 7 da MP, a nova alíquota de 4,5% e a facultatividade de escolher o regime de contribuição previdenciária patronal passarão a valer a partir de 1º de junho de 2015.