Oportunidades de negócios e Prêmio Acadêmico foram destaque no evento, que reuniu centenas de participantes em Curitiba

Inovação, competitividade e capacitação são os desafios para a área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) no Paraná, hoje reconhecido no cenário nacional como um dos grandes polos de desenvolvimento no setor. O avanço vem com novas oportunidades de negócios, muitos iniciados e concretizados durante o Paraná TIC, o maior evento da área no Estado. Durante dois dias, 22 e 23 de outubro, empresários, profissionais e acadêmicos reuniram-se no Teatro Positivo, em Curitiba, para discutir novas formas de inovar e se destacar no mercado de TIC.

Um bom caminho para isso é a internet, tema comentado e reforçado pelo pessoal do Google, que veio especialmente da Califórnia para o Paraná TIC. A economia também ganhou espaço entre os palestrantes, especialmente por Ricardo Amorim, que explicou a ligação do mercado brasileiro e a tecnologia. “As mudanças econômicas tornaram a tecnologia mais estratégica para as empresas, que precisam saber como se inserir neste mercado”, disse ele, lembrando que n ão vão faltar oportunidades nos próximos anos. “Com a alta dos salários e excesso de mão de obra, os empresários começam a buscar soluções que envolvam tecnologia, pois podem obter eficiência a um custo, muitas vezes, menor.”

O diretor de Gestão e Produção do Sebrae/PR, José Gava Neto, também destacou o setor de TIC como estratégico para o desenvolvimento da economia regional e estadual. “É por essa razão que desenvolvemos ações de competitividade nos seis APL (Arranjos Produtivos Locais) de TIC do Estado, com ações focadas em inteligência competitiva e em certificação MPS-BR  ( Melhoria de Processos do Software Brasileiro) .”

O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, João Carlos Gomes lembrou que a TIC é uma área estratégica, que tem em sua cadeia produtiva um modelo exemplar de organização. “Assim, queremos fortalecer o segmento, com parcerias com universidades e acesso a linhas de crédito especiais para empresas”, discursou ele, destacando ainda o desenvolvimento  do Parque Tecnológico Virtual. “Ele cria condições para capacitação básica e treinamentos, além de fortalecer os arranjos produtivos, integrando o setor.”

O empresário e integrante do APL de Londrina, Jeison Arenhart de Bastiani, veio de Cornélio Procópio para o evento. “Foram muito válidos a troca de experiência e o networking promovidos no Paraná TIC, que apontou, de forma inteligente, a visão de mercado e as novas tendências para o setor.”

O coordenador estadual do setor de TI do Sebrae/PR, Emerson Cechin, fez um balanço do evento. “Colocamos em discussão temas relevantes e trouxemos informações atualizadas ao público presente. Estamos satisfeitos com os resultados deste ano e a tendência é que o Paraná TIC se consolide cada vez mais.”

O presidente da Assespro-Paraná, Sandro Molés, falou sobre o principal objetivo da entidade para os próximos anos. “Somos representantes legítimos de um setor que se expande em ritmo acelerado e trabalhamos para que o Paraná seja reconhecido como polo de tecnologia no Brasil”, afirmou, destacando que o Paraná TIC 2013 foi um sucesso. “Tivemos grande adesão de público e conseguimos atender às expectativas dos empresários e profissionais.”

“Nas palestras e debates talk shows tivemos a oportunidade de alavancar a discussão de questões como inovação nos negócios e o impacto da economia global nas empresas paranaenses de tecnologia”, ressalta o diretor de Comunicação da Assespro-Paraná, Adriano Krzyuy

“Nesse ano consolidamos o Paraná TIC como o maior e principal evento de tecnologia do estado, tendo mais que o dobro de público em relação ao ano anterior”, conclui o diretor.

Prêmio Talento Acadêmico

Paralelo ao evento aconteceu a avaliação final do Prêmio Assespro Talento Acadêmico 2013. Seis universidades do Estado escolheram seus principais projetos na área de TIC e todos concorreram em uma banca especialmente montada para a análise.  “Incentivamos a busca do aprimoramento tecnológico por meio do reconhecimento e premiação de novas ideias” , destacou Leonardo Matt, diretor  de Qualidade, Planejamento e Controle da Assespro-Paraná.

O grande vencedor do Prêmio, que entregou R$ 2 mil este ano, foi o projeto Mega Treino, dos  alunos Cleverson dos Santos, Marlos do Nascimento e Ronei Gomes das Faculdades Spei. “A participação no prêmio já nos permite grande visibilidade no meio empresarial. Com a vitória, demonstramos um bom trabalho de toda equipe, estudantes, corpo docente e direção”, avalia Martin Morães, diretor-geral das Faculdades Spei.

Com o obj etivo de criar um ambiente de colaboração, integração e gestão de documentos, gerados a partir da atividade de Educação Física nas academias, o sistema vencedor do Prêmio Assespro 2013 tem foco na análise de desempenho do aluno e no aumento da assertividade na prescrição de ativos, diminuindo custos e aumentando a eficácia operacional.

“Logo após a apresentação, fomos procurados por alguns empresários, que queriam entender melhor o sistema. Trocamos ideias e cartões, o que pode gerar bons resultados. Acredito que o melhor deste prêmio seja expor nosso trabalho, dar visibilidade a ele”, conclui o aluno Marlos do Nascimento, um dos idealizadores do projeto vencedor.

Em segundo lugar foi escolhido o projeto MapWay - Itinerários para o transporte coletivo de Curitiba. Ele permite a criação de rotas para locomoção com transporte coletivo de Curitiba, apenas com os endereços de origem e de destino. Notifica o usuário quando deve embarcar e desembarcar, também disponibiliza a localização atual dos ônibus da rota escolhida, além de nome e código do veículo até o destino desejado.

Em terceiro, destaque para o Sistema de Previsão de Condições Adversas de Condução, envolvendo neblinas em rodovias. Um conjunto de dispositivos interligados, utilizando a tecnologia de rede sem fio ZigBee, prevê e disponibiliza a probabilidade de ocorrência de neblina, monitorando trechos de rodovia com alta incidência de neblina. O objetivo é permitir que os responsáveis pela via possam realizar tomadas de decisão, evitando acidentes.

 

“Acompanhei algumas das apresentações e fiquei espantado, positivamente com o nível dos projetos apresentados. Gurizada boa de cabeça essa! Não deixamos nada a desejar em relação à Índia nem tão pouco a Israel. Parabenizo a todos finalistas, sem exceção, pois a diferença ficou nos detalhes”, finaliza Rossano Cavicchiolli, gestor de negócios da  BXBsoft Business Intelligence.

 

Conheça todos os projetos finalistas no site  http://www.assespropr.org.br/noticias/783-premio-destaca-trabalhos-de-tecnologia-da-informacao.html .