O exemplo do setor de TI de Maringá e Região (por Edney Mossambani - Presidente da Software by Maringá)

O setor de tecnologia da informação (TI)  de Maringá e Região sente os reflexos da crise econômica, mas não fica parado! Nosso crescimento em 2015 não foram superiores aos anos anteriores. Mas, nem por isso deixamos de estabelecer metas de investimentos, de crescimento e de ampliação do mercado. E, sim, boa parte de nossas empresas está contratando.

Porque o setor de TI é exemplo para os demais setores da nossa região? São muitos fatores, a começar pela diversificação das áreas atendidas pelas empresas que tornam os serviços transversais, ou seja, atendemos qualquer setor de uma corporação. Este ano em especial chamo a atenção para o fato de que os sistemas de informação podem contribuir para a diminuição das despesas de uma empresa e para melhorar seus resultados gerenciais.

As empresas de Tecnologia da Informação de Maringá já se destacam em nível nacional. Elas se uniram, a partir de 2006, em torno da criação de um ecossistema que prima pela atuação associativista (menos concorrência e mais cooperação) e pudemos aproveitar os exemplos de sucesso compartilhando experiências e soluções. 

Os resultados podem ser vistos pelos números. Segundo o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), entre 2006 e 2014, o setor de TI cresceu 69,8% em número de empresas, ampliou em 153,2% os postos de trabalho e hoje gera mais de 3.000 empregos diretos. Em termos de crescimento, não vamos parar por aqui.

Do ponto de vista da qualidade, nossas empresas conseguiram, nos últimos anos, resultados extraordinários. Em número de certificações CMMI, que é internacional, somos destaque Brasil. Em certificações MPS-BR, o Paraná alcançou em 2015 a liderança no país. Entre as 100 melhores empresas para se trabalhar em TI, 12 são do Paraná e 5 são de Maringá.

A cidade ganha muito com essa evolução, desde o recolhimento de impostos, passando pela boa imagem gerada pela qualidade dos nossos produtos, até a criação de empregos. E temos a ressaltar outro efeito fantástico que é a qualificação de mão de obra. A cada ano aumentam os cursos técnicos, de graduação, pós-graduação, e até de mestrado nas áreas afins.

Dentre os grandes desafios neste ano de 2016, o principal é inovar em ritmo acelerado, mas não deixando de investir em pesquisa e desenvolvimento, em qualificação e ampliação de mercado, além de mantermos o excelente nível dos produtos do setor.

Com o apoio de vários órgãos privados e públicos, procuramos incentivar os empresários a investir em comércio exterior. Já temos empresas que exportam, mas o mercado é amplo e podemos crescer mais.

Fica a sugestão para os pais que têm filhos jovens. O mercado de TI é o mais promissor entre os diversos setores de nossa economia. É garantia de emprego e de uma carreira com grandes desafios e possibilidades de crescimento pessoal e profissional.

http://digital.odiario.com/opiniao/noticia/2071545/superando-a-crise-com-tecnologia-da-informacao/