Pela primeira vez desde 2010, quando começou a figurar na lista das Melhores empresas para se trabalhar em Tecnologia da Informação no Brasil, Maringá emplacou cinco empresas no ranking. São elas Tecnospeed (12º lugar); Elotech (29); DB1 (42);  Benner (64) e SG Sistemas (90).

Ao contrário do que muitos pensam, os custos para transformar o ambiente de uma empresa não são altos. Aliás, podem até não existir. E os resultados são comprovados por pesquisas: atraem talentos (reduzindo custos na contratação), mantém um ambiente que estimula a inovação e a criatividade, diminui erros não intencionais, cria uma relação maior de colaboração e melhora o atendimento e a qualidade dos produtos.

Os maiores fatores de retenção de talentos: 47% são ligados a oportunidades de crescimento na empresa; 30% valorizam a qualidade de vida; 11% estão relacionados ao alinhamento de valores; 9% apontam a remuneração e 3% citam a estabilidade como fundamental.

O alicerce da pesquisa realizada pela GPTW, com 58 questões, é baseado na percepção que o funcionário tem da empresa em três níveis: confiança nos líderes, orgulho do que faz e convívio com os colegas. No quesito “confiança nos líderes”, são observados a credibilidade, o respeito e a imparcialidade.

Ao conviver em ambientes saudáveis, os funcionários incorporam esta filosofia de vida e a levam para sua vida cotidiana, seja nas suas casas, no trânsito, no clube que freqüentam, entre outros locais.

 

Entre no ranking

 

Criada pelos empresários, a SbM se caracteriza por ser um fórum democrático que levanta os problemas e oportunidades do setor e cria ações que possam alavancar os negócios e as empresas. Assim, nasceu o ranking regional especificamente de empresas de Tecnologia da Informação, fruto de parceria entre a associação e a GPTW.

O objetivo da iniciativa, denominada “Maringá e Região, o melhor lugar para se trabalhar em TI”, é estimular as empresas a promover ações de melhoria nas condições de trabalho. Participando da promoção local, as empresas analisam se as suas práticas internas estão alinhadas com outras regiões do Brasil. Cada empresa participante recebe uma nota individual e a média do mercado.

O presidente Edney Mossambani frisa que é importante que todas as empresas participem do processo. “É uma forma de criarem condições de se comparar com a média do mercado e de implantar ações que permitam a melhoria constante no clima organizacional”, reflete.

O prazo para inscrições no GPTW expira no dia 15/10. A participação é totalmente gratuita.

 

Dirceu Herrero – Assessoria de Imprensa