Obter menores custos é um dos objetivo de toda organização, sendo assim as transportadoras apesar de todas as barreiras que enfrentem no cenário precário das rodovias do país, buscam através das ferramentas e possibilidades ofertadas pela tecnologia, encontrar melhores formas de se reduzir os custos e melhor ainda, permite identificar os gargalos.

O consumo de combustível é um dos maiores gastos do transporte, que podem ser reduzidos a partir da instalação de tecnologias mais eficientes nos veículos, como sistema de compressores de ar que utilizam menos energia, sistema de transmissão automatizados e outras ferramentas que podem reduzir até 10% do consumo segundo a WABCO South America, e mesmo que necessite de um investimento para a customização do veículo a redução do custo proveniente da baixa no consumo do combustível será maior.

O sistema basculante e outro fator que contribui para reduzir os custos, realizando uma carga e descarga muito mais eficiente. A forma correta da vedação do veículo também é uma medida, pois as perdas de um má vedação pode chegar a 5% da carga.

A forma de encontrar melhores soluções pra reduzir custos esta na adoção de um sistema de informação gerencial, no qual permite um maior controle dos gastos, controle da depreciação dos veículos, permite realizar comparativos para selecionar as melhores opções que tragam maior rentabilidade e menor custo, permite acompanhar o desempenho do motorista, oferece uma maior gama de informações, assim facilitando administração de seu negócio e o processo de tomada de decisões.

Aliada a este sistema de gerenciamento, outras tecnologias podem favorecer para uma maior eficiência logística, mas para obter uma redução do custo necessitará de um bom planejamento e de um investimento, que dependendo dos fatores internos ou esternos das empresas poderá ter seu retorno de médio a longo prazo, dentre estas tecnologias podemos citar:

  • TMS ( Transportation Management System ) tem como finalidade identificar e controlar os custos  inerentes a cada operação, sendo importante identificar e medir os custos de cada elemento existente na cadeia de transporte, a qual envolve não só o veículo em si, mas também a gestão dos recursos humanos e materiais, o controlo das cargas, os custos de manutenção da frota e índices de discrepâncias nas entregas, bem como as diversas tabelas de fretes existentes (peso, valor, volume) apresentando o modelo que melhor se ajusta;
  • Rfid (identificação por rádio frequência) método utilizado para identificação através de frequência de rádio, que faz  uma leitura da tag  um pequeno chip que carrega os dados do produtos;
  • Wms (Warehouse Management System) é um sistema gernecial de armazem, muito util na cadeia de suprimantos, este utiliza de codigos de barras e inderecamento para  localização e controle de estoque, encontrar lotes, evitar vencimentos  e utiliza intervençao humana para coleta de dados.