Uma pesquisa realizada pela PricewaterhouseCoopers (PwC),  denominada “Ponto de vista do CEO: o papel estratégico da cadeia de suprimentos em um mundo multicanal”, revela que 50% dos 400 executivos entrevistados do segmento da indústria do varejo, reconhecem a área de Supply Chain como um diferencial competitivo de grande valor para seus negócios.

Ao mesmo tempo em que há o reconhecimento da importância da cadeia de suprimentos, 83% dos entrevistados revelam que a mesma ainda é um ponto "pouco positivo" perante suas empresas. Contudo, diretores executivos que encontram-se centrados em seu aperfeiçoamento, têm 15% menos custos nos negócios.

Neste cenário, observamos que um olhar mais atento para cadeia de suprimentos é um ponto de grande importância para o aumento da competitividade das empresas nos próximos anos e a fuga de margens cada vez mais apertadas, juntamente com o aumento na satisfação e qualidade dos serviços até o consumidor final, pois, além de promover o aumento da vantagem competitiva para os envolvidos, cria condições para eliminar gargalos e otimizar o quadro de ações que envolvem o produto até o seu destino final, gerando fidelização e oportunidade de novos negócios.

Focar nas melhorias e nos benefícios para os envolvidos requer, além do avanço operacional e tático propriamente ditos, a inovação logística através de tecnologias que surge como requisito fundamental para a redução de esforços e otimização, como por exemplo, o agendamento de cargas e descargas .

O agendamento contribui para que as operações sejam realizadas com maior agilidade e fluidez, organizando e acelerando o ciclo de movimentação comercial, viabilizando a maior rotatividade nos estoques perante a maior capacidade de resposta, comunicação e volume de atividades no inbound e outbound, gerando um grande poder de decisão e dados até então não percebidos, muitas vezes, na logística e na comunicação da cadeia de suprimentos, dentre outros fatores que agregarão valor à empresa.

Por isto é de suma importância que não se determine este procedimento por adaptações realizáveis em sistemas ou ERP's, por exemplo, pois acabaria sendo entendido não como uma atividade inovadora e que realmente traga diferenciais competitivos aos envolvidos, mas apenas uma opção de  “organização nos horários”.

O agendamento de cargas e descargas veio somar forças a todas as atividades dentro de uma corporação, pois apresenta informações que contribuem para toda a logística integrada, abrindo portas para a maior eficiência no planejamento e na produtividade. Nisto encontra-se o grande diferencial.