O preço dos grãos aumentou e um dos grandes fatores para a alta é o custo da logística brasileira, que, segundo especialistas, é exagerado. Além disso, a estimativa de safra menor colabora para que os preços aumentem. Os fretes estão mais altos e os produtores têm colhido bem menos do que era esperado para a safra de 2014.

Alta de grãos é reflexo de logística

Segundo Paulo Molinari, analista de mercado da Safras & Mercado, o custo está alto para o produtor, refletindo nos preços dos grãos, principalmente do milho e da soja, que foram fortemente atingidos por uma quebra de colheita. “O produtor está observando quebra na safra de verão. Está vendo as dificuldades de plantio de safrinha, plantio irregular no Paraná e em Mato Grosso”, afirma o especialista.

Além disso, os portos estão começando a multar as empresas que chegam sem agendamento prévio dos caminhões para a carga e descarga. Este fator também pode ser um encarecedor de frete, ajudando a aumentar o preço do grão na ponta. Todo custo envolvido no processo logístico é fator determinante para o preço final do grão.

Strada Soluções em Tecnologia