Neste início de 2015, algumas notícias sobre portos no Brasil já ganharam destaque nos principais portais de transporte e logística do País mas, dentre todas, gostaríamos de destacar três que nos chamaram a atenção, já que fazem parte de alguns pontos importantes e portos que acompanhamos desde o início de 2014, com maior proximidade. Confira:

  1. Sete novos postos avançados de fiscalização portuária devem entrar em funcionamento em 2015: até o dia 15 de janeiro, entrará em funcionamento mais um posto avançado de fiscalização da ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), no porto organizado de Aratu, na Bahia, conforme publicação no Diário Oficial da União no dia 15 de dezembro de 2014, com previsão de 30 dias para início das operações. Este será o sexto posto avançado de fiscalização implantado, com outros já em funcionamento (Santos – SP, Imbituba – SC, Salvador – BA, Rio de Janeiro – RJ e Itaguaí – RJ), diante de um total de sete para começar a operar neste ano. Esta medida vem ao encontro das novas atribuições e responsabilidades da ANTAQ, conforme o novo marco regulatório portuário, válido desde 2013.
  2. Porto de Santos teve recorde na movimentação de contêineres em 2014: segundo estimativas da CODESP (Companhia Docas do Estado de São Paulo), a movimentação de carga conteinerizada pelo Porto de Santos cresceu 8% em 2014, confirmando recorde na modalidade. Contudo, mesmo com esse percentual, a previsão é que, no movimento geral de cargas, o volume represente 3,1% abaixo do que o índice obtido em 2013. A expectativa é que Santos responda por 25,6% da Balança Comercial Brasileira. A movimentação obteve o crescente desempenho com a contribuição de novas tecnologias que são utilizadas desde o início de 2014, como o Agendamento de Cargas e Descargas na otimização de diversos processos, por exemplo.
  3. Paranaguá registra novo recorde na exportação de grãos: o último mês de 2014 foi registrado como um “dezembro histórico” para o complexo portuário de Paranaguá. O Corredor de Exportação registrou novo recorde com mais de 982 mil toneladas de grãos, sendo um volume 31% maior que o recorde anterior de 749 mil toneladas (2012), e 47,5% maior que o volume registrado no mesmo período em 2013 (665,8 mil toneladas). Segundo o diretor-presidente da APPA (Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina), Luiz Henrique Dividino, a expectativa é que os próximos meses também sejam bastante produtivos, não apenas pela chegada da soja da nova safra (2014/15), mas, principalmente, pelo início das operações com os dois novos carregadores do berço 213, no final de fevereiro.

Strada Soluções em Logística